Aprende como ser mais sustentável: dicas para um novo estilo de vida

Tempo de leitura: 7 minutos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Cada vez mais, mais pessoas querem ter um estilo de vida sustentável e já começamos a entender que temos de adotar novos hábitos para garantir a preservação do nosso planeta para as gerações futuras.

Mas a questão que se coloca é: “como posso ter um estilo de vida mais sustentável?”. Não é algo que se passa a fazer de um dia para outro, tal como qualquer outra mudança é preciso começar devagar e com pequenas ações. É um processo que requer tempo de adaptação e um pouco de dedicação e, eventualmente, acabará por se tornar parte do teu dia-a-dia. Acredita que depois de sentires os benefícios de um estilo de vida mais sustentável, não vais querer outra coisa.

Neste artigo, vou falar de forma simples sobre o que significa ter uma vida sustentável, porque é importante e como podes adotar um estilo de vida mais sustentável.

O que é ter uma vida sustentável?

Ter uma vida sustentável envolve a adoção de práticas e hábitos no teu dia-a-dia que causem o menor impacto possível na Terra, ao mesmo tempo que esta tenta repor os recursos que usa.

Existem várias formas de ter um impacto positivo no planeta, desde o tipo de alimentação até à quantidade de energia consumida.

Adotar um estilo de vida sustentável não significa que só podes comer vegetais e vestir roupa em segunda mão. No entanto, podes consumir menos carne e renovar o guarda roupa somente quando necessário (e quem sabe dar uma segunda vida a algumas peças).

Joana nas vinhas da Herdade da Malhadinha Nova

O que defendo é que para ter um estilo de vida sustentável devemos estar informados, pois não se trata apenas de uma tendência. As alterações climáticas e os problemas sociais são problemas reais, então torna-se realmente importante estar informados para assim saber o que devemos consumir.

Porque é tão importante viver de forma sustentável?

Neste momento estamos a gerar resíduos e a consumir energia a um ritmo insustentável. O que contribui para o aumento da poluição e, consequentemente, alterações climáticas, causando graves danos ao meio ambiente, à vida selvagem e a cada um de nós.

Ao adotar pequenas mudanças no teu estilo de vida é possível reduzir a pegada de carbono e contribuir para a resolução destes problemas reais.

Cartaz em manifestação com a frase "There is no Planet B"

Três motivos que mostram a importância de adotar um estilo de vida sustentável:

1. A tua vida na terra
Seguir práticas sustentáveis, tais como algumas das que indico mais à frente neste artigo, terão um impacto positivo direto na tua experiência na Terra. Ao cuidar do planeta irás beneficiar de menos poluição e condições climáticas menos extremas, e assim desfrutar das belezas naturais da Terra. Caso contrário irás vivenciar exatamente o oposto.

2. As gerações futuras
Adotar um estilo de vida sustentável não se trata apenas de ti. Se levares a sério a saúde do planeta, estarás a comprometer a capacidade das gerações futuras de viver uma vida feliz e saudável no planeta que chamamos de lar. Assim, se os teus comportamentos forem em prol do nosso planeta podes ensinar os teus filhos, primos e netos lições valiosas para o futuro, que com certeza irá fazer deles cidadãos e consumidores mais conscientes no futuro.

3. O planeta e os outros habitantes
Decidir não adotar um estilo de vida ecológico não é apenas prejudicial para a humanidade, mas para a Terra e os seus outros residentes que nos ajudam a manter o planeta em equilíbrio, como animais, insetos e vida marinha. 
Lembra-te que todos nós partilhamos o planeta com outras espécies e que só com elas podemos preservar a biodiversidade.

Um estilo de vida sustentável não se trata apenas de fazer a tua parte para ajudar o meio ambiente, mas sim de melhorar a tua qualidade de vida e da tua família agora e no futuro.

Se mais e mais pessoas tentarem viver uma vida sustentável, poderíamos criar mudanças coletivas importantes e positivas para o planeta, por exemplo a poluição poderia ser reduzida substancialmente.

Dicas de como ter um estilo de vida mais sustentável

Se chegaste até aqui, significa que queres saber o que fazer para ter um estilo de vida mais sustentável e talvez não saibas bem como. 

No entanto deixa-me dizer que não há uma receita e cada um de nós deve levantar questões sobre as nossas rotinas e hábitos de consumo, como por exemplo:

  • Quanto gasto a viajar ou a comer fora? 
  • Faço a reciclagem mas qual o meu nível de consumo? 
  • Quantas vezes compro roupa e onde? 
  • A minha casa tem um consumo energético eficiente? 
  • Ando de transporte público ou bicicleta? 
  • Produzo muito lixo, o que posso fazer? 

Uma boa forma de repensar os nossos hábitos é a partir dos 5 Rs da Sustentabilidade (também conhecidos por “Os 5 R’s de um estilo de vida sem lixo”), que são:

  • Refuse: recusar aquilo que não precisamos;
  • Reduce: reduzir naquilo que não podemos recusar;
  • Reuse: reutilizar quando não podemos recusar nem reduzir, devemos pensar em como podemos reutilizar;
  • Recycle: reciclar aquilo que não conseguimos evitar consumir e reutilizar, mas sem consumir mais porque reciclamos;
  • Rot: compostar os resíduos orgânicos que produzimos, dando-lhes um fim natural para que devolva nutrientes à Terra. 

Só olhando para as tuas ações vais ser capaz de perceber por onde deves e queres começar. Claro que a ideia é ires fazendo pequenas alterações para que as possas manter a longo prazo e assim alcançar um estilo de vida sustentável.

O meu conselho? Não questiones toda a tua vida de um dia para o outro, mas talvez todos os meses possas tentar mudar um hábito teu. Assim sendo, aqui ficam algumas dicas que poderás seguir:

1. Reduz e repensa o teu consumo de roupa
A indústria da moda é uma das indústrias mais poluentes do mundo. De forma a combater esse impacto deves pensar se usas toda a roupa que tens em casa e se precisas de mais. Pois podes optar por comprar menos quantidade ou em segunda mão, como também, escolher marcas locais e que tenham uma produção responsável.

Cartaz em cima de uma cadeira com frase "Less New = Less CO2"

2. Doa os artigos não utilizados
Se não usas um produto, como por exemplo uma peça de roupa, pensa de que forma lhe podes dar uma segunda vida, seja doando a uma associação ou a alguém conhecido, ou quem sabe vendendo. Assim, irás dar uma segunda vida a esse artigo e estás a contribuir para a redução do desperdício.

3. Troca os guardanapos e outras coisas de papel por panos reutilizáveis
Algo simples de fazer é substituir guardanapos de papel por panos reciclados. Assim como o plástico obstrui os cursos de água, o papel não reciclável produz resíduos desnecessários em aterros sanitários. Quando se entornam líquidos é fácil pegar no rolo de cozinha e limpar, eu entendo, mas um “trapinho” também resolve a situação. 

Além disso, os panos reutilizáveis podem ser mais eficientes e “fazer” o trabalho mais rápido, absorvendo mais líquido com menos material e desperdício.

4. Reduz o consumo de papel
Para evitar o desperdício de papel podes optar por receber no e-mail as cartas das contas da luz, da água, os extratos bancários e imprimir documentos apenas se for necessário. 

O que também podes fazer é nas lojas e supermercados dizer “não aos talões” e pedir para enviar por e-mail, muitas vezes basta inserir os dados na área de cliente previamente, e tudo fica associado à tua conta em vez de o imprimir. 

Dizer não ao papel é importante mesmo que seja reciclado.

3. Usa alternativas reutilizáveis
Os produtos descartáveis, principalmente os chamados “plásticos de uso único” tendem a acabar em aterros sanitários e no oceano, causando danos à fauna e ao meio ambiente. Evita isso optando pelo uso de alternativas reutilizáveis ​​e ecológicas.

Saco de pano reutilizável com limões

5. Usa produtos de limpeza ecológicos
Alguns produtos de limpeza contêm determinados químicos que podem ser prejudiciais ao meio ambiente (importante dizer que nem todos os químicos são maus). Ao optares por produtos de limpeza ecológicos, como por exemplo a EcoX, não só é melhor para ti porque estás a comprar um produto biodegradável e a um preço acessível, como também, estás a contribuir para a redução de desperdício (neste caso de óleos alimentares). E claro, também passas a ter um impacto positivo no planeta.

6. Uma horta em casa
Cultivar a tua própria comida é uma das maiores maneiras de te tornares mais sustentável.

Ao cultivares as tuas frutas e vegetais, podes garantir que não estás a usar pesticidas que contribuirão para a poluição da água e do ar. Para quem não quer ter tanto trabalho, pode sempre procurar por alternativas mais locais e isso ajudará a reduzir a quantidade de combustíveis fósseis usados ​​para transportar os produtos para os supermercados.

Existem vários vegetais fáceis de cultivar que podes plantar facilmente em tua casa. Caso tenhas pouco espaço, a Noocity é um bom exemplo para quem procura uma solução prática.

Para os novatos recomendo começar pelas ervas aromáticas, pois é uma boa forma de aprender a cultivar e colocar estes sabores nos seus pratos. 

7. Reduzir o nosso consumo de proteína animal
A produção de carne tem um grande impacto nas mudanças climáticas e na poluição de paisagens e cursos de água. Ao comer menos, podes estar a ajudar a reduzir o impacto que esta indústria tem no planeta.

Aqui podes encontrar várias alternativas para uma alimentação mais sustentável.

Sacos de leguminosas a granel

8. Economiza água
Podes economizar água dentro e fora de casa e acredita que é fácil. Se tens plantas em casa podes colocar recipientes no exterior e aproveitar as águas da chuva para as regar (e elas agradecem!).

Dentro de casa podes ter recipientes na banheira de forma a aproveitar a água enquanto aguardas pela quente para que a possas reutilizar para lavar os dentes ou para cozinhar. São todos pequenos gestos que, não só te irão fazer poupar na conta da água, como irão evitar o desperdício de água potável.

Pessoa a encher garrafa de água reutilizável

9. Ter uma higiene mais sustentável
É possível ter uma higiene íntima e oral, assim como cuidados com o corpo, cabelo e rosto mais sustentáveis. Existem lojas em Portugal onde se pode encontrar vários produtos, desde cotonetes, lâminas de barbear, pensos higiénicos a fraldas reutilizáveis.

Devemos procurar reduzir o nosso consumo de itens descartáveis como os cotonetes (visto que milhões deles acabam no oceano).

Hoje existem soluções para todos os gostos e começar pela higiene oral pode ser bem simples. Por exemplo, podes começar por trocar a tua escova de dentes por escovas de bambu, uma excelente alternativa pois são 100% biodegradáveis e antimicrobianas – o que significa que não abrigam bactérias nocivas. Shampoos sólidos que, por norma, não só são embalados em cartão, como também, duram muito mais do que os shampoos líquidos. Para além disso, existem opções que permitem o refil.

Escovas em bambu

10. Consumo de energia eficiente
Ao consumir menos energia podes ajudar a reduzir as emissões de carbono. Existem várias formas de poupar energia em casa, tais como, mudar para lâmpadas LED, adquirir eletrodomésticos com boa classificação energética ou desligar os aparelhos em stand by.

11. Usa energia renovável
Se possível, considera fornecer energia à tua casa usando energia renovável para reduzir a quantidade de emissões de carbono produzida. Substituir o carro a gasolina ou diesel por um elétrico também ajudaria a obter isso, ou então, substituir o carro por uma bicicleta.

Diversos painéis solares

12. Reduz as tuas emissões de gases 
Caso estejas perto o suficiente, caminha ou anda de bicicleta até ao teu destino em vez de conduzires – é melhor para o meio ambiente e para a tua saúde. Usar o transporte público é outra boa maneira de ajudar a reduzir as emissões de gases com efeito estufa.

Bicicleta rosa com um saco pendurado a dizer Dream Big

Isto são algumas (bastantes 😁) dicas por onde podes começar, no entanto, é importante que não queiras “abraçar o mundo com as pernas”. Não podemos mudar o nosso estilo de vida de um dia para o outro, mas podemos mudar alguns hábitos passinho a passinho.

Lembra-te, não há uma receita para adotar um estilo de vida mais sustentável e o que funciona para outros pode não funcionar para ti. Por isso, é importante (repito) questionares os teus hábitos e decidires por onde queres iniciar.

Por vezes, as mudanças podem parecer pequenas e insignificantes, mas se todos tivermos hábitos mais sustentáveis asseguramos a sustentabilidade do planeta a que chamamos casa.

Já sabes por onde começar? Conta-me como 😉

Faz parte da minha comunidade.

Recebe atualizações no teu email sobre sustentabilidade, impacto social e inovação.

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Ao continuares a navegar, é considerado que aceitas a sua utilização.