Turismo Sustentável e Destinos de Sonho

Tempo de leitura: 6 minutos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Cada vez mais surgem preocupações com o impacto das nossas escolhas no planeta e no futuro da humanidade. Algumas pessoas já entenderam e outras ainda estão no processo de entender, que os recursos disponíveis na natureza não são infinitos e precisamos de ter em atenção as nossas ações. 

Desta forma, a Sustentabilidade começa a ser um “palavrão” que chega a diversas áreas e o turismo é uma delas. O Turismo Sustentável levanta diversas questões importantes para quem quer incluir essa tendência nas suas próximas férias. Trata-se de uma nova forma de turismo e é para aqueles que amam viajar mas que se preocupam com o impacto no meio ambiente e nas comunidades locais.

Eu adoro viajar… aquela sensação de descoberta, as paisagens únicas, os monumentos inesquecíveis e as histórias que aprendemos a contar. Sem dúvida que o Turismo é um setor em grande crescimento e desenvolvimento e, por isso, é urgente pensarmos em formas de diminuir os nossos impactos.

Não faltam ideias de turismo sustentável e se ainda não sabes por onde começar, chegaste ao sítio certo, pois vou esclarecer todas as dúvidas sobre este tema e ainda deixar algumas dicas para destinos de sonho e sustentáveis!

O que é o Turismo Sustentável

De acordo com especialistas, o turismo sustentável é uma forma de viajar e explorar destinos que se preocupam com o meio ambiente, a cultura e a comunidade local, preservando os costumes e tradições locais e colocando como prioridade os comércios e produtos das comunidades locais. De forma a tudo isto ser possível, é necessária a  participação informada dos vários stakeholders, a monitorização constante dos seus impactos e claro, manter um elevado nível de satisfação dos turistas.

Na verdade, o turismo sustentável está alinhado com os três pilares da sustentabilidade: a preocupação ambiental, o respeito com a sociedade e a estabilidade económica, em vários aspectos da vida. Para além disso, deve também contribuir para todos os ODS – Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável.

Viajar movimenta imenso as economias e, como tudo, tem o seu lado positivo e o seu lado negativo. O turismo sustentável nasceu, também, como resposta a esse impacto negativo que o turismo tem, levando a que não pensemos apenas em diversão quando viajamos, mas que também se tenha ações responsáveis.

Joana em frente as montanhas do Yosemite

Para se ter uma ideia de como este é realmente um tópico importante, a Organização das Nações Unidas (ONU) definiu 2017 como o ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, com a intenção de chamar a atenção do mundo inteiro, incluindo os órgãos governamentais, para a necessidade de desenvolver um turismo internacional com responsabilidade.

Para mim, o significado de explorar novos lugares, entrar em contato com diversas culturas e ter novas histórias para contar é o que nos enriquece e faz crescer ainda mais como seres humanos. Mas temos de o fazer sem causar ou de forma a diminuir os impactos negativos, para isso basta incluirmos na mala de viagem a responsabilidade de ser um cidadão do mundo, responsável pelo bom funcionamento do ecossistema económico, social e ambiental, com a certeza de que estamos todos interligados.

Pensas nisso tudo antes de decidir o próximo destino?

O desafio é sermos capazes de questionar: será que as nossas escolhas durante as viagens impactam os lugares que visitamos? Que tipo de impacto é que as nossas viagens têm?

Turismo de Portugal, um turismo sustentável

O turismo em Portugal está em grande crescimento pois tem chamado a atenção pela sua beleza e diversidade de atrações turísticas e, ainda, a culinária destaca-se e atrai pessoas do mundo inteiro. Apesar de tudo, a preocupação com a sustentabilidade no turismo não é esquecida e é mais do que uma tendência. 

A sustentabilidade faz parte do plano estratégico 2027 do Turismo de Portugal onde se definiram metas de acordo com os três pilares da sustentabilidade e cujo objetivo é pensar o “turismo como hub para o desenvolvimento económico, social e ambiental em todo o território, posicionando Portugal como um dos destinos turísticos mais competitivos e sustentáveis do mundo”.

Neste enquadramento surge:

Uma das estratégias do Turismo de Portugal é o estabelecimento de parcerias para a promoção e implementação de variadas medidas que promovem um turismo mais sustentável e consciente.​​

Destinos de turismo sustentável em Portugal

Para encontrar locais de turismo sustentável em Portugal devemos sempre fazer uma pesquisa, pois não há nenhuma plataforma ou site com todas as informações num só local. No entanto, em Portugal temos destinos sustentáveis, e de acordo com o que foi dito anteriormente, o objetivo é desenvolver cada vez mais ofertas sustentáveis, qualificar os trabalhadores do setor e promover o país como destino sustentável capaz de acompanhar a mudança.

Em 2019 Portugal foi eleito pela Green Destinations como o destino mais sustentável e, como tal, destaco aqui alguns dos destinos:

  • Alto Minho, local em que se encontra o Parque Nacional da Peneda-Gerês, que também é uma Reserva Mundial da Biosfera Transfronteiriça;
  • Águeda, com a valorização dos pedestres e dos passeios ciclísticos;
  • Região Oeste, com municípios que promovem o desenvolvimento e a qualidade de vida;
  • Torres Vedras, que é destaque na proteção cultural e da biodiversidade;
  • Serras do Socorro e Archeira, com as suas paisagens protegidas;
  • Sintra, que foi um dos primeiros municípios a desenvolver um plano estratégico para as alterações climáticas;
  • Cascais, com destaque para o Parque Natural do Pisão;
  • Lagos, que tem grande parte do território como área de conservação natural;
  • Açores, com a sua biodiversidade rica e protegida.
Paisagem de lagoa nos açores
Açores, Portugal
Palácio de Sintra
Sintra, Portugal

Destinos de Turismo Sustentável no mundo 

Felizmente já existem vários lugares no mundo para onde se pode viajar de forma mais consciente e sustentável. Vou deixar aqui uma curta lista de alguns dos locais que mais me cativam.

Butão: a felicidade no turismo sustentável

Um pequeno país entre as gigantes China e Índia, conhecido pela sua tradição budista, mosteiros e paisagens surpreendentes. É o único país que trocou o cálculo do PIB pelo Índice de Felicidade, obtido através de cálculos sobre o crescimento económico, o desenvolvimento social e a sustentabilidade ambiental. Esta troca que o Butão realizou resultou no título do único país carbono negativo do mundo.

Paisagem das montanhas com edifício e rio do Butão

No mosteiro budista Rinchenling os hóspedes são sempre bem recebidos. Para além disso é possível conviver com os monges budistas, assistir a cerimónias, meditar e ainda desfrutar de uma alimentação sustentável com produtos locais. 

Costa Rica: energia limpa e ótimos parques

Na Costa Rica a sustentabilidade é um modo de vida e pretende ser o primeiro país neutro em carbono do mundo em 2021, para além disso é um país com uma geografia abençoada. Os costa-riquenhos têm diversos parques nacionais protegidos pela Unesco, é um dos líderes mundiais na proteção da biodiversidade e produz cerca de 90% da electricidade do país a partir de fontes renováveis. O governo entende e reconhece a importância do turismo sustentável e por isso desenvolveu a primeira companhia aérea carbono neutra. Sem dúvida que é um país modelo para práticas sustentáveis para muitas indústrias do mundo todo.

Paisagem aérea de praia na Costa Rica

Uma opção para estar perto da natureza de forma sustentável é o Arenal Manoa Hotel, no Parque Nacional Vulcão do Arenal.

Finlândia: florestas preservadas e lagos magníficos

Na Finlândia quase 80% do país é coberto por florestas preservadas e inúmeros lagos, considerados os mais limpos do mundo. A preocupação com o meio ambiente e com a diminuição da pegada ecológica estão sempre nas estratégias de desenvolvimento do turismo do país.

Paisagem aérea de estrada a atravessar o oceano

O hotel Artic Blue Resort quer mostrar aos seus hóspedes que a sustentabilidade pode realmente compensar. Quando os hóspedes consomem menos energia, participam de atividades ecológicas e fazem escolhas alimentares sustentáveis durante a visita, o preço da estadia pode ser reduzido em até 50%. Com inauguração prevista para 2022, o Arctic Blue Resort pretende incentivar os clientes a tomarem decisões mais conscientes durante a sua estadia e a motivá-los para adotar estilos de vida mais sustentáveis. Este hotel irá estar localizado na cidade rural de Kontiolahti, famosa pela sua paisagem natural e um ecossistema rico em florestas e estuários, o que ajuda muito. Uma boa dica para começar já a planear a próxima viagem!

Grécia: alimentação sustentável e muita história

A Grécia destaca-se pela sua alimentação sustentável, o que acaba por tornar a sua viagem ainda mais prazerosa. Os mercados com produtos orgânicos e frutos do mar da ilha fazem deste país um local de atração e destaque em termos de sustentabilidade. Há um grande cuidado com a produção local de tudo o que deve ir para a mesa dos turistas, fazendo com que haja sempre a valorização dos produtos de época.

Para viver a sustentabilidade alimentar na Grécia, um bom exemplo é a ilha de Egina, perto de Atenas. A cidade orgulha-se de não ter nenhum restaurante de fast-food e de proporcionar uma dieta Mediterrânea autêntica. 

Palau: preservação para as próximas gerações

Palau, a ilha do Pacífico que pretende diminuir a sua pegada de carbono associada ao turismo através da promoção da produção local de alimentos e o desenvolvimento de um plano de gestão de carbono transparente.

Paisagem aérea de um pedaço de terra coberto de vegetação

Um local mundialmente conhecido pela sua beleza natural e uma atração turística devido ao seu turismo marinho, exige aos visitantes a assinatura de um documento onde se comprometem a agir de forma ambientalmente consciente e sustentável durante suas viagens, a fim de proteger as ilhas para as gerações futuras. Sendo que os turistas arriscam-se a uma multa se agirem contra o acordo. Além disso, o país também tem implementado um padrão nacional proteção solar de proteção contra recifes mais estrito do mundo e as operadoras de turismo estão proibidas de usar plásticos descartáveis.

Brasil: beleza com sustentabilidade

Fernando de Noronha é o destino dos sonhos e bastante conhecido por ser um dos maiores paraísos brasileiros. 

Um destino que vive essencialmente do turismo e que conta com várias iniciativas ao nível da sustentabilidade, como por exemplo, a produção de energia, um projeto “energia limpa” que tem sido apoiado pelo governo do estado de Recife, e ainda iniciativas para a redução da emissão de carbono no arquipélago, no âmbito do projeto “Noronha Carbono Zero”

Paisagem paradisíaca com águas azuis e praia

O turismo sustentável é uma realidade que surge de forma a combater os impactos negativos do turismo. Logo é urgente viajar de forma mais consciente e repensar a nossa atitude enquanto turistas. 

E que tal, a partir de agora vais incluir a preocupação com a sustentabilidade na tua mala de viagem? 

Partilha nos comentários a tua opinião, adorava ouvi-la! 🙂

Faz parte da minha comunidade.

Recebe atualizações no teu email sobre sustentabilidade, impacto social e inovação.

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Ao continuares a navegar, é considerado que aceitas a sua utilização.