Pode um cabeleireiro ser sustentável?

Tempo de leitura: 4 minutos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Os cabeleireiros são um local para nos fazer sentir bem, melhoram a nossa imagem, logo, melhoram a nossa autoestima, é o sítio que todos acabamos por ir em algum momento da nossa vida.

No entanto, já estamos numa fase em que procuramos alternativas às palhinhas de plástico, recusamos o plástico de uso único e usamos sacos reutilizáveis nas nossas compras. Não será também altura de repensar o impacto ambiental das nossas rotinas de beleza?

Sei e admito que investir em maquilhagem amiga do ambiente e em opções de cuidados com a pele sem crueldade (cruelty-free) seja mais fácil do que a manutenção do cabelo. Por padrão, os cabeleireiros não são exatamente os locais mais sustentáveis, basta por exemplo pensar no desperdício de água e na abundância de produtos químicos nas tintas de cabelo.

Contudo, nos dias de hoje, é possível para os cabeleireiros implementar medidas para tornar os processos e os espaços mais verdes e amigos do ambiente. Mas também é da nossa responsabilidade, enquanto consumidor, optar por salões que tenham atitudes amigas do planeta e até mesmo encorajar essa mudança… mas como podemos fazê-lo?

Boas Práticas para um salão de beleza mais sustentável

Há alguns aspetos que os cabeleireiros podem ter em atenção, neste caso são 3 práticas que considero simples de implementar:

1 – Utilizar marcas ecológicas ou amigas do ambiente

Agora já existem várias marcas que utilizam ingredientes naturais, orgânicos e que as embalagens já são de plástico reciclado. Inclusive já há algumas marcas a fazer o chamado “refill”, isto é, reabastecer as embalagens já existentes.

2 – Redução do uso de plástico

É importante os plásticos de uso único serem trocados por objetos metálicos ou tecido e optar por plásticos reciclados. Algo também essencial é que seja feita a reciclagem do material utilizado, quer por parte dos funcionários, quer por parte dos clientes.

3 – Energia: redução e verde

Todos sabemos que o salão de beleza tem gastos altos de energia, por isso é importante otimizar o consumo. Uma forma de otimizar passa por utilizar painéis solares (dependendo da localização do espaço pode gerar mais ou menos energia devido à exposição solar), no entanto existem fornecedores que compram e vendem energia sustentável e podem fornecê-la aos salões.

Para além disso, existem pequenas coisas que se podem fazer como o aproveitamento da luz natural do espaço, a utilização de luzes LED que consomem menos energia e uma boa gestão da utilização das máquinas de lavar.

Algo que de certa forma já é de conhecimento geral e se pode fazer é quando o espaço está fechado tudo deve estar desligado, e não no modo “stand by”.

Sala acolhedora com atmosfera industrial
Joana a tirar uma selfie ao espelho

Um cabeleireiro no caminho para ser mais sustentável

Existe um local que me surpreendeu pela positiva logo na minha primeira visita, e se não conhecem Barcelos, vão passar a conhecer pelo menos um sítio: Marlene Miranda Cabeleireiros.

Quero que cada visita seja como a primeira!
Marlene Miranda

A Marlene tornou o sonho dela realidade em dezembro de 2006 e este novo espaço foi inaugurado em Novembro de 2019. O espaço foi pensado ao pormenor e cada área tem a sua função, começando pela recepção até às salas de tratamento e de massagens e, como não podia faltar, um cantinho dedicado aos mais pequenos.

Os principais serviços são dedicados ao tratamento e transformação dos nossos cabelos, no entanto, também disponibiliza tratamentos na área de estética, manicure e pedicure.

O que para mim distingue este espaço de outros são os valores em que se apoia, por ser um cabeleireiro que respeita o meio ambiente e que procura todos os dias fazer escolhas mais conscientes e sustentáveis das mais variadas formas.

É claramente um caminho que está a ser percorrido e a Marlene sabe que existem mais medidas que podem ser implementadas para tornar o espaço mais sustentável.

O que o espaço procura é levar a beleza e o cuidado do corpo até cada cliente de uma forma mais natural e consciente, reduzindo o impacto no meio ambiente através das escolhas que faz dos seus produtos. Uma das práticas que o espaço tem é utilizar produtos com ingredientes orgânicos, como por exemplo os shampoos e o verniz gel. Os shampoos utilizados são também vegan e cruelty-free, significa que não são testados em animais.

Para vos dar a conhecer o espaço nada melhor que um vídeo, onde podem ver tudo o que falei anteriormente e a amabilidade com que somos recebidos.

O tratamento realizado no vídeo é de hidratação profunda com a linha CBD Infused da marca I.C.O.N. . Uma linha orgânica, à base de aloe vera e com óleos de CBD, conhecido pelas suas propriedades curativas, amêndoa, girassol, menta e aloe vera. É sem dúvida um tratamento repleto de óleos essenciais, minerais e aminoácidos, que nos fornece vários nutrientes que o nosso cabelo precisa para ser saudável.

4 produtos da marca ICON, da linha CBD Infused

Para além disso, somos mesmo bem tratados no espaço, no dia que fiz o tratamento até tive direito a umas gotinhas do óleo de CBD no meu chá! Um pormenor que também acho bastante interessante é o material das embalagens serem PCR, tratam-se de materiais reciclados pós consumo, por exemplo a partir das garrafas PET, reduzindo o desperdício de recursos e o impacto ambiental.

Quanto aos resultados do tratamento foram imediatos, e sim… sentia o cabelo mais macio, brilhante e com um aspeto mais saudável.

Um espaço que trata cada um de nós de forma individual, consciente, amiga do ambiente e que nos faz viajar no tempo.


Não achas que a nossa autoestima fica ainda melhor depois de ir a um sítio assim?

Faz parte da minha comunidade.

Receba atualizações em seu email sobre sustentabilidade, impacto social e inovação.

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Ao continuares a navegar, é considerado que aceitas a sua utilização.