Como viajar de forma sustentável e responsável?

Tempo de leitura: 6 minutos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Sempre que falamos de turismo sustentável, é preciso lembrar que este conceito pode ser aplicado de várias formas. Se ainda não sabes o que é turismo sustentável, então espreita o meu outro artigo onde falo sobre isso.

Agora, se estás desse lado é porque gostas de viajar, te preocupas com a preservação do nosso lar – o planeta terra – e pretendes reduzir a tua pegada ecológica. Tenho-te a dizer que estás no sítio certo, porque vou deixar aqui dicas de como podes viajar de forma consciente e mais amiga do planeta.

Afinal, o que significa viajar de forma sustentável e consciente?

Obviamente, umas das formas de cada um de nós reduzir a sua pegada de carbono é viajar com menos frequência. No entanto, para quem quer explorar o mundo, existem maneiras de tornar as viagens mais sustentáveis e isso implica pensar no destino, no que colocamos dentro da mala de viagem, como decidimos chegar lá e o que consumimos durante a viagem.

Joana a caminhar nos trilhos dos campos de arroz

Não há como negar o impacto positivo que as viagens podem ter no mundo, desde o aumento da compreensão cultural até ao auxílio na conservação da vida selvagem. Contudo, também pode ter um grande impacto negativo ambiental e social.

De acordo com o World Travel & Tourism Council, a indústria de viagens é uma das mais poderosas do mundo, aliás, é responsável por 10% dos empregos em todo o mundo (o que representa 313 milhões de pessoas). Mas também existem efeitos colaterais negativos, como o excesso de turistas nas cidades e o alto consumo de combustíveis fósseis pelas companhias aéreas.

Felizmente, existem várias formas de compensar o impacto ambiental sem condicionar totalmente a possibilidade de viajar.

Dicas para viajar de forma sustentável

O desafio é questionar: como é que as nossas escolhas durante as viagens impactam os lugares que visitamos? Como podemos garantir que o turismo possa ser mantido por um longo prazo sem causar danos aos ambientes naturais e culturais?

O Covid-19 demonstrou o impacto que o efeito do turismo excessivo tem em certas cidades, e acelerou a motivação dos viajantes para se questionarem para onde e como devem viajar ao fazer a reserva da próxima viagem.

Para ajudar a entender isso, partilho abaixo uma lista de dicas e questões para te ajudar a repensar e planear as tuas próximas férias.

Tudo pode começar logo de início na escolha da agência de viagens, até ao momento de fazer as malas.

Pré-Viagem: a preparação para uma viagem sustentável 

Viajar localmente

Nem sempre temos de sair do nosso país para explorar o mundo e é importante também conhecermos bem a nossa cultura.

Viajar de comboio, autocarro, autocaravana ou em grupo, irá reduzir as tuas emissões de gases para a atmosfera e ajudará a estimular a economia local.

Compensação de carbono 

No momento de escolher os voos opta por voar sem escalas, pois a descolagem e a aterragem consomem mais combustível. Agora algumas companhias já destacam voos que emitem menos emissões. Por exemplo, o Skyscanner tem um marcador “eco” (uma folhinha verde) para voos que usam menos emissões.

Avião a aterrar no aeroporto

Adquirir serviços que compensam as emissões de carbono ou até mesmo comprar essas compensações também são uma opção, confesso que não sei muito sobre isto, mas é algo que quero investigar mais.

Bagagem mais leve e simplesmente o necessário

Sabias que quanto mais a tua mala pesa, mais isso implica nos gastos de combustível? Logo, esse aumento contribui para o aumento da emissão de gases na atmosfera. Parece algo simples, mas muito importante para o meio ambiente. Logo, na tua próxima viagem pensa como podes reduzir o peso da tua bagagem, seja a levar embalagens mais pequenas e reutilizáveis ou a levar shampoos sólidos e outros produtos que reduzam o desperdício durante a viagem.

Mala de viagem aberta onde se vê o que está lá dentro

Procura por sustentabilidade

Tem em conta se os detalhes da tua viagem vão de acordo com os três pilares da sustentabilidade, pensar nos 5 Rs da Sustentabilidade é sempre um bom exercício.  Opta por estadia, serviços e produtos que tenham as mesmas preocupações que tu, fazendo com que os fornecedores também prefiram ter esses cuidados e criando um círculo virtuoso.

Já deixaste de imprimir o teu cartão de embarque ou reservas de hotel? Opta por levar tudo de forma digital, seja no teu telemóvel, tablet ou computador e certifica-te que mais alguém tem acesso, caso seja necessário.

Smartwatch com bilhete eletrónico visível no ecrã

Operador turístico sustentável

As agências de turismo, muitas vezes, olham apenas para o lucro, com passeios que vão na contramão da sustentabilidade, como as experiências onde os animais servem de espetáculo.

Se optares por ter uma agência a organizar a tua viagem, procura aquelas em que a responsabilidade social e ambiental sejam uma premissa.

Durante a Viagem: um impacto positivo e sustentável 

Compras Sustentáveis

Compra apenas a empresas que tenham práticas sustentáveis e não agridam o meio ambiente. Sempre que fores às compras, compra apenas o necessário e sempre que possível leva a tua própria garrafa de água para reutilizar.

Apoio ao comércio local

Sem dúvida que apoiar o comércio local está entre as práticas mais efetivas para contribuir com tudo que o turismo sustentável valoriza. Se optares por comprar na comunidade local, já estás a reduzir a quilometragem dos produtos que compraste.

Dessa forma, estarás a valorizar a cultura local, não estarás a dar dinheiro a grandes empresas que já estão cheias de lucros e, de facto, estarás eventualmente a contribuir para o sustento de uma família local.

Rua com lojas locais em ambos os lados e várias pessoas a passar nela

Alojamento sustentável

Escolhe um local que adota práticas sustentáveis, ou seja, que tenha otimização de água e energia, gestão de resíduos, envolvimento em causas sociais e ambientais e que também contribua para a criação de oportunidades de emprego na comunidade local.

Os teus gastos com o alojamento devem ser conscientes, não é uma boa escolha dar dinheiro às grandes cadeias de hotéis que não contribuem para o meio ambiente.

Já começam a surgir plataformas para procurar alojamento sustentável: o Book Different, usa o método “staygreencheck” para verificar as práticas de todas as acomodações que listam; o EcoBnb facilita muito a pesquisa apesar de ainda não ter alojamentos de todo o mundo; o Book It Green presente mais na Europa e ainda o Kynder que ainda está a crescer.

Desperdício de comida

São pequenos gestos que fazem o turismo sustentável. Por vezes pensamos tanto na escolha do destino, mas quando chegamos não cuidamos dos detalhes como o desperdício de comida.

Cuidado com a quantidade de comida que colocas no prato e, sempre que possível, guarda para mais tarde o que sobrar.

Seja nas refeições, nos presentes, no alojamento e tudo o resto, escolhe sempre pequenos negócios.

Leva o lixo contigo

Esta dica pode parecer muito óbvia mas é importante referir. Se realizares algum passeio ou caminhada e durante o percurso não encontrares por perto locais para depositar o lixo, não o descartes na natureza. Leva-o contigo até que seja possível deitá-lo fora num local apropriado, se quiseres andar preparado leva um saco contigo para colocares o teu lixo.

Copo de plástico em cima de um muro de pedra no meio da natureza com cascata em plano de fundo

Envolve-te com a comunidade local

Podes aprender mais sobre a cultura e a história de um lugar antes ou durante a viagem (ou ambos, é claro).

Algumas formas de o fazer passam por:

  • Fazer uma excursão a pé, se fores com guia certifica-te que recebe de forma justa, caso seja gratuita, dar uma gorjeta é sempre simpático e eticamente correto;
  • Ter uma aula ou workshop sobre algo típico da cultura local, como uma aula de culinária ou de confecção de tecidos;
  • Assistir a um filme/documentário ou ler um livro sobre o seu destino;
  • Visitar um museu local.

Não explores animais

Experiências com animais são sempre uma grande atração, mas muitas vezes as pessoas abusam, exploram, manipulam e, de outra forma, prejudicam os animais em prol do lucro e do seu próprio prazer. Nem sempre é óbvio que isto acontece e se somos ou queremos ser viajantes conscientes, então não nos podemos esquecer que os animais são uma parte crucial do meio ambiente.

Elefante envolvido na natureza

Logo se estavas a pensar dar uma volta de elefante ou de camelo questiona tudo. No entanto, é preferível visitar um santuário ou reserva de vida selvagem onde os animais são deixados no seu habitat natural sem a interferência humana.

Após a Viagem: um impacto positivo e sustentável 

Viajar de forma sustentável não acaba quando chegas a casa.

As viagens são sempre grandes momentos de aprendizagem, logo, é o momento perfeito para incluir tudo o que aprendeste e colocaste em prática na viagem como parte dos teus hábitos normais.

Ao explorar o mundo, estás a criar novas histórias para contar, quando o fizeres junto dos teus amigos e familiares lembra-te de partilhar como tornaste a tua viagem mais sustentável. Faz deste estilo de viajar um ritual para que quando planeares novas viagens se torne cada vez mais simples.

Silhueta de pessoa a transportar uma mala de viagem com paisagem natural de fundo

Espero que tenhas gostado destas dicas e te sintas inspirad@ para a tua próxima viagem. Nada disto é fácil porque vivemos num sistema configurado para ser insustentável. No entanto, cada um de nós deve fazer a sua parte, ainda que de forma imperfeita.

Por fim, é importante lembrar que qualquer viagem é mais divertida e feliz quando ela é boa para nós, para os outros e para o planeta.

Conta-me como planeaste a tua próxima viagem sustentável!

Faz parte da minha comunidade.

Recebe atualizações no teu email sobre sustentabilidade, impacto social e inovação.

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Ao continuares a navegar, é considerado que aceitas a sua utilização.